segunda-feira, 2 de julho de 2012

"A Tapeçaria - O Guardião de Rowan" de Henry H. Neff

Fiquei encantada à primeira com a capa deste livro.
Depois de ter lido a sinopse e várias outras informações decidi experimentar.
Ainda bem!

Foi uma surpresa maravilhosa. Gostei muito.

Este é o primeiro livro da saga "A Tapeçaria". É apresentado o "herói", Max McDaniels, um rapaz de Chicago, de 12 anos. Max vive com o pai, um publicitário. A sua mãe desapareceu. E todos os anos, no aniversário da mãe, Max e o pai, visitam o Instituto de Arte de Chicago, que era o local preferido da mãe de Max. Naquele dia de verão, na viagem para o Instituto, Max vê um homem estranho, com um olho verde e outro branco leitoso, a olhar fixamente para ele no comboio. Max fica muito assustado e diz ao pai, mas o pai ri-se e não diz nada.

No Instituto, o pai de Max encontra o seu chefe e a esposa e começam a conversar. Depois de apresentar Max, dá ordem ao filho para ir explorar o espaço. O rapaz decidi ir até a um local onde estão objetos medievais, para desenhar alguns dos objetos, no seu caderno de esboços. Enquanto está a desenhar uma armadura, Max avista o homem estranho do comboio a falar com o segurança e a perguntar por um rapaz cuja descrição é idêntica à de Max. Max fica novamente com medo e esconde-se numa sala que tinha uma placa a dizer "Em reparação, entrada proibida". Nessa sala, pequena e escura, Max encontra uma tapeçaria antiga e desbotada. Começa a tentar perceber o padrão da tapeçaria e esta começa a brilhar e o padrão começa a mover-se. Muito tempo depois, Max ouve o pai à procura dele e sai da sala. Sem o seu caderno de esboços (levado pelo homem estranho), Max sai do Instituto de Arte com pai, de castigo. Na viagem de comboio, Max descobre um papel no seu bolso com uma estranha mensagem a dizer que ele é um Potencial e que vai encontrar um Recrutador no dia seguinte.

No dia seguinte, o pai avisa-o que vai ter de sair por uns dias (um ou dois) e ele vai ficar sozinho, e de castigo. O rapaz assim fica e algum tempo depois ouve alguém a bater à porta. Max descobre uma velhinha que diz ser quem ele está à espera e pede-lhe para ele contar o que viu na tapeçaria, insistindo imenso. O rapaz começa a desconfiar da mulher e foge. Enquanto foge, a velha lança-lhe um feitiço que lhe deixa uma das pernas dormentes e depois de trepar para o telhado do forte de madeira, Max atira-se do telhado de três metros de altura. Fica um bocado zonzo, mas a velha continua a persegui-lo e ele tem de fugir. A velha chama por alguém e ele foge novamente, chocando com um homem no passeio. Começa a agredir o individuo até que no meio de gritos e perguntas desmaia. O homem leva-o para casa e toma conta dele, preparando-lhe uma refeição e esperando que ele acorde. Quando isso acontece, conta a verdade a Max. Nigel, o seu nome, é o Recrutador e a velha era alguém mau, que tinha como objetivo levá-lo.
É através de Nigel que Max fica a saber que é um Potencial e que poderá entrar na Academia de Rowan, uma escola de magia e artes poderosas.
Max decide ir para Rowan e lá fica a saber a totalidade daquilo que o afligiu naquela tarde e daquilo que aflige a comunidade de Rowan e, no global, o mundo inteiro.
Max, com a ajuda do seu colega de quarto e amigo, David Menlo, embarca numa aventura para solucionar mistérios e perigos.


E é assim que começa esta história.
Com uma história coerente e personagens interessantes, o primeiro livro cativou-me.
Tem ilustrações, do autor do livro, que são excelentes! Todos os capítulos começam com uma ilustração que "faz" um apanhado de algumas coisas significativas que acontecem ao longo do capitulo. E, pelo meio, encontram-se outras ilustrações maiores.

Esta história junta vários elementos do mundo fantástico: magia, feitiçaria, poderes, ficção cientifica, entre outros elementos.

De todas as personagens que aparecem ao longo do livro, gostei bastante de duas. Em primeiro lugar, gosto muito do David Menlo. O amigo de Max é realmente interessante e um bocado misterioso. Tímido, calmo (aparentemente), e não muito saudável, David é um grande feiticeiro. Excelente praticante de Mística, David por vezes assusta os colegas com as suas capacidades. É também um grande amigo, estudioso, curioso e sabe muita coisa. Quero realmente ficar a saber mais sobre ele.
O segundo que mais gostei foi o Max, pelas suas características psicológicas e pela forma como ele age.

Para quem poderá achar que é parecido com Harry Potter, aviso desde já que não é. Tem muitas e muitas diferenças. Aliás, é completamente diferente. Enquanto fã de Harry Potter, comecei por fazer algumas comparações, mas é impossível comparar. São os dois diferentes e os dois muito bons!!! Recomendo vivamente. Gostava de ver esta história no grande ecrã :D

Um excelente livro e espero que o segundo seja tão bom ou melhor do que este :D 

Aqui está  o link para o site do autor, onde podem encontrar muitas curiosidades e detalhes sobre as personagens e Rowan:
 http://www.henryhneff.com/

4 comentários:

  1. Deixei um selo para ti no meu blog http://momentoofzen.blogspot.pt/

    Espero que não te importes :)

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Deixei-te um selo com TAG no meu blog.
    http://odesafiodaleitura.blogspot.pt/2012/07/tag-liebster-blog.html

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar